Quinta-feira, 17 de Maio de 2007
Verdadeiro Amor

Aqui vos deixo uma carta da Gata Sardenta para mim.

 

“Meu Amor,

Escrevo estas notas a Verde, pois verde é esperança e nesta folha humilde que encontrei no meu amontoado de papeis. Estou caminhando para casa, para junto de ti, mas esta viagem que precursor todos os dias para me aconchegar nos teus braços parece-me uma eternidade. Olho pela janela do comboio, vejo paisagens verdejantes, riachos que correm, animais que saltam pelos prados, cavalos que disputam uma breve corrida... e estas saudades que trago no meu peito ainda aumentam mais. Há inquietude, uma ânsia em mim, um impulso que me faz ficar nervosa até chegar junto a ti. Não sei o que nos anda a acontecer, vejo-me a reviver os primeiros anos do nosso amor, da nossa paixão proibida. Vivíamos entre o limiar da paixão e da razão, onde o desejo imperava e acabava sempre por triunfar. Mas este momento faz-me recordar o Eterno Retorno, tudo volta ao inicio, ao principio mas para mim ainda melhor e com mais profundeza do que no passado. Crescemos e amadurecemos juntos, lutámos e chorámos unidos. Isso fez que o sentimento que cada um trazia se tornasse mas forte. Agora esse amor, essa paixão que transportava-mos com cuidado, como uma mãe que dá colo ao seu filho recém nascido, ultrapassou cada um dos nossos seres, não conseguimos aguentar este fogo, esta pulsão que nos impele e que faz soltar todas as amarras da realidade. Sentimos a emergência do amor, sentimos uma vontade louca de nos unimos, de buscar até ao infinito o prazer e a dor. Queremos estar para além dos movimentos dos corpos, da união do sexo, a força que nos interpela leva-nos a soltar a animalidade que existe a cada um de nós, em que tudo é permitido e nada é proibido. São os gritos, os gemidos, o suor, a dor de prazer que nos levam à comunhão com a Vida e com a Morte. É nesta fronteira que choramos de prazer, de dor e de felicidade. É nesta fronteira que sorris, me dás um beijo e me abraças! E ficamos assim, quietos a ouvir o silêncio.”

Ass: Gata Sardenta


sinto-me:

publicado por FELINO às 22:06
link do post | comentar | favorito
|

16 comentários:
De CC a 17 de Maio de 2007 às 22:19
Olá amigo.
Que declaração de amor fabulosa. Para além do grande amor que vos une a cumplicidade também se notam nas palavras de amor da tua mulher.
Ela é uma mulher cheia de sorte em ter um marido como tu e tu és um homem cheio de sorte em teres uma mulher como ela.
O vosso amor é muito bonito.
Ainda bem que ainda existe amor assim.
Beijinhos grandes


De FELINO a 17 de Maio de 2007 às 22:20
Simplesmente AMO-TE e ADORO-TE
Ass: Felino


De Gaivota a 17 de Maio de 2007 às 22:20
Parabéns Felino.
Parabens à tua gata sardenta.....É bom ver Felicidade espalhada por onde passamos.
beijos
Gaivota


De tulipabranca77 a 17 de Maio de 2007 às 23:40
é simplesmente 1 gd mulher,ñ a percas
bjs tulipa branca


De real a 18 de Maio de 2007 às 08:55
Epah,muito intenso...


De Bianca a 18 de Maio de 2007 às 12:49
LIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!
Bem, acho que deves ter ficado radiante ao ler o que a tua Gata sardenta te dedicou... é lindo, profundo, apaixonado, intenso, e tão verdadeiro :) que bom Amigo. Sente-te feliz, porque mais do que isso não existe:)
Fico feliz por ti, muito feliz por ti Gato Grande! Uma beijoca nesses bigodes, fica bem


De apenasMadalena a 18 de Maio de 2007 às 15:50
Bonita declaração, sem dúvida.
Pena que haja homens que não são merecedores...
Pena maior ainda que haja homens que consigam ter duas caras...
Lamento, mas tinha que comentar. Foi superior a mim.
Madalena


De Espanto a 18 de Maio de 2007 às 19:00
Qual é o teu problema, Madalena?
Dor de cotovelo é muito feio .... e muito pior quando se quer ter alguém que não se pode.
Tentei não descer ao teu nível, mas há três semanas que andas a brincar com o fogo!

ASS: Gata Sardenta


De Visitante a 18 de Maio de 2007 às 23:49
Aí temos uma Gata Sardenta
assanhada,
Ternurenta
e arrebatada,
em noite lenta
enamorada...
Apaixonada...
Amada...
por um Felino
ladino
sibilino
...amante latino

Um abraço ao Felino e um beijinho à Gata Sardenta... que...
... hmmm... será?...

Visitante


De cigana a 19 de Maio de 2007 às 02:59
Não tenho a menor dúvida que entre estes dois Gatos existe uma relação séria e profunda de amor e de paixão e que a chama continua acesa para além de tudo e de todos.
Aposto nisso porque os conheço e sei que há sentimentos únicos e absolutos que ultrapassam o limiar da vulgaridade.


De olha_por_mim a 19 de Maio de 2007 às 10:26
Bom dia!!!!
Linda a carta que a tua "gata" te escreveu...cuida bem dela...pois ela é uma mulher com M...
Beijocas grandes


Comentar post

mais sobre mim
Estão por aqui
online
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
16
18

20
22
24
26

27
28
29
30
31


Vieram a aqui
links
pesquisar
 
posts recentes

De Partida ...

A paixão e o amor

Quando alguém está apaixo...

É completamente estúpido ...

Não se ama

arquivos

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Fui nomeado


Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us
tags

todas as tags

eXTReMe Tracker
blogs SAPO
subscrever feeds